quinta-feira, 10 de maio de 2012

Limpeza e Bem-Estar da sua Moto


Manutenção da Bateria
Da bateria depende, no caso das motos com partida elétrica, o arranque do motor da moto. As baterias das motos estão dimensionadas, devido às condicionantes de espaço e peso, para facultar o arranque do motor sendo quase utilizadas no seu limite nesse instante. Assim, é necessário que a bateria se encontre sempre em ótimas condições, para que não surjam surpresas. Existem 2 pontos em que se deve ter especial atenção na manutenção das baterias: o nível da água e a limpeza dos terminais.



Em relação ao nível da água é necessário que este encontre sempre entre as marcas de máximo e mínimo inscritas na bateria em todos os elementos. Caso o nível da água se encontre abaixo do mínimo em algum dos elementos da bateria, é necessário destapar o respectivo elemento e adicionar água destilada até completar o nível. Nas baterias sem manutenção (MF-Maintenance Free) não é possível realizar esta operação.
O outro ponto a ter em atenção é a limpeza dos terminais da bateria. As baterias têm tendência a formar depósitos e acumular zinabre na zona dos terminais. Estes depósitos podem dificultar a passagem da corrente elétrica, não permitindo assim o uso da bateria em pleno. Para limpar os terminais da bateria, deve-se retirar a bateria da moto, desligando os terminais (1º o negativo e depois o positivo) e limpar os terminais e as zonas mais próximas com uma solução de água e bicarbonato de Sódio. Depois de estarem bem limpos, deve-se ainda passar com um pedaço de lixa fina na zona de aperto dos terminais da bateria e dos cabos. Para montar a bateria na moto deve-se apertar os terminais pela ordem inversa à desmontagem, e não esquecer de encaixar o tubo de ventilação.
Caso surja a necessidade de carregar a bateria, esta carga deve ser efetuada com a bateria desligada da moto, com os orifícios de enchimento abertos e utilizando um carregador pouco potente (dos mais pequenos). 

Limpeza e Conservação
Limpe sua motocicleta regularmente para mantê-la com boa aparência e proteger a pintura, componentes plásticos, borrachas e cromados além de aumentar a durabilidade.
Quando utilizadas em regiões litorâneas, dedique cuidados adicionais em relação à conservação habitual, ao contato intensivo com a maresia, a permanência ou estacionamento prolongado em ambientes de alto teor de umidade e salinidade e à falta de manutenção. Procedimentos inadequados para a imediata remoção pósuso dos elementos agressivos ao meio ambiente contribuem para o surgimento do processo de oxidação e sulfatação.
- Em caso de chuva ou contato com água pluvial das vias de cidades ou localidades litorâneas, travessia de riachos, alagadiços e enchentes, ou em caso de utilização da motocicleta em “OFF-ROAD”, habitue-se a lavar a motocicleta e secá-la e aplicar imediatamente produtos de boa qualidade que ofereçam proteção
- Elimine o acúmulo de poeira, terra, barro, areia e pedriscos, a incrustação em componentes de atrito como pastilhas de freio e disco, que prejudicam a durabilidade e a eficiência.
- O atrito de pedriscos e a areia da pista podem afetar a pintura das peças pintadas.
Como lavar sua motocicleta
ATENÇÃO 
Nunca lave sua motocicleta exposta ao sol e com o motor quente.
1. Pulverize querosene ao motor, carburador, escapamento, rodas e cavalete lateral para remover resíduos de óleo e graxa. Incrustações de piche são removidas com querosene puro.
2. Enxágue em seguida com bastante água.
3. Lave o tanque, assento, tampas laterais e parálamas com água e shampoo neutro. Use um pano limpo e macio. Enságue e enxugue a motocicleta completamente com um pano limpo e macio.
4. Limpe o pára-brisa da caenagem com um pano macio ou esponja com bastante água. Seque com um pano macio. Remova pequenos riscos com cera de polimento para plásticos.
ATENÇÃO
Evite pulverizar água sob alta pressão nos seguintes componentes ou locais:
- Cubos das rodas
- Saída do escapamento
- Sob o assento
- Interruptor de ignição
- Interruptores do guidão
- Corrente de transmissão
- Sob o tanque de combustível
- Painel de instrumentos
- Carburador
- Reservatório do fluído de freio
- Carenagem

NOTA
- Não remova a poeira com um pano sêco pois a pintura será riscada.
- Não use detergente que podem danificar a pintura por serem corrosivos.
5. Se necessário, aplique cera protetora nas superfícies pintadas ou cromadas. A cera protetora deve ser aplicada com um algodão especial ou flanela, em movimentos circulares e uniformes.
ATENÇÃO
A aplicação de massas ou outros produtos para polimento danifica a pintura.
6. Imediatamente após a lavagem, lubrifique a corrente de transmissão e os cabos do aceledor, do afogador e da embreagem.
7. Ligue o motor e deixe-o funcionando por alguns minutos.
CUIDADO
A eficiência dos freios pode ser afetada após lavagem da motocicleta. Tenha cuidado nas primeiras frenagens.
Equipamentos para lavagem
Ao utilizar equipamento de alta pressão de água para lavar a motocicleta, observe os cidados para a correta aplicação do equipamento. O jato direto e alta temperatura podem danificar componentes da motocicleta. A alta pressão provoca o desprndimento de faixas e adesivos, graxas dos rolamentos da coluna de direção e da articulação da suspensão traseira e também a pintura. Evite aplicar detergentes alcalinos/ácidos, os quais são altamente prejudiciais às peças zincadas e de alumínio.


Limpeza do filtro de ar
Um filtro sempre limpo é muito importante e nunca deve de andar com sujeira, pois principalmente o motor diminui o rendimento e consome mais combustível...
Existem várias maneiras para limpar, costuma-se limpar com gasolina, depois lava-se com água ensaboada para tirar a gasolina e deixa-se secar. Tão simples quanto isso.


Depois de seco é só olear o filtro com o óleo especial para filtros, espalhar bem, retirar o excesso e montar.

Convém ver se a caixa do filtro está suja, caso esteja também é importante limpá-la.

Técnicamente não se deve usar gasolina pois desgasta a espuma do filtro mais rapidamente.

Deve-se usar um produto especial mas este é bastante caro, geralmente a limpeza com gasolina é mais rápida, mais barata, limpa melhor e o filtro seca mais rápido.

Pneus
Do estado e pressão dos pneus depende a sua segurança enquanto conduz a sua moto. Deve portanto ser verificado regularmente a altura do piso de cada pneu (o mínimo imposto por lei são 1.5 mm, os slicks são proibidos para ruas e estradas. Além da altura mínima do piso deve também ser observado o seu estado geral, ou seja a existência de objetos espetados, etc.



Cada vez que a moto seja utilizada deve também ser verificada a pressão de cada um dos pneus.
Para este efeito é indispensável ter um manómetro (existem à venda em todas as lojas de peças, e mesmo os mais baratos são relativamente precisos). Algumas motos têm inscritas as pressões para as várias condições de uso junto à suspensão traseira, embora estes valores venham sempre no manual de instruções. Uma pressão de pneu ideal, além de aumentar a segurança, economiza combustível e prolonga também a vida dos pneus, assim como também se prolonga a vida dos pneus não fazendo "burn-outs", derrapagens, arranques "a derreter" e grandes trajetos de auto-estrada a alta velocidade... 

Creditos: Moto Clube Virtual



Um comentário: